Medições espectrais com geometria esférica da cabeça para uma cor livre completada

No final do ano passado, efectuámos mais de 46 000 medições espectrais em Tübingen, utilizando um KonicaMinolta CM-26d para analisar os dois atlas de cores livres CIELAB HLC para tornar os atlas de cores XL em semi-mate e mate mais utilizáveis por outras indústrias para além da impressão.

Depois de, no ano passado, Holger Everding e Matthias Betz, da MatchMyColor, em Basileia, terem concluído a primeira série de medições com um atlas de cores HLC clássico de cor livre com pouco mais de 2.000 manchas de cor, foram agora medidas cerca de 23.000 manchas de cor em Tübingen, uma vez oppelt, uma vez SCI e uma vez SCE, ou seja, com e sem "Componente Especular" ou com e sem inclusão de brilho. Os 46.000 conjuntos de dados espectrais foram distribuídos e verificados no freieFarbe em fevereiro e estarão em breve disponíveis para todos os utilizadores descarregarem gratuitamente através do freieFarbe ou no MatchMyColor Colibri.

As medições com a geometria de medição de 45/2° habitualmente utilizada no sector da impressão já foram concluídas e publicadas há mais de 2 anos, mas para o dispositivo de medição com cabeça de grânuloe em de:8° de acordo com a norma DIN5033-7, JIS Z 8722c, ISO7724/1, CIE n.º 15, não existiam dados espectrais disponíveis até agora. Estes dispositivos de medição são amplamente utilizados na indústria de tintas e vernizes, na normalização e em muitos outros sectores, e a ligação entre a cor gratuita CIELAB HLC Colour Atlas XL da indústria gráfica e as aplicações de cor destes sectores orientados para a cabeça esférica não existia até agora. Esta lacuna foi agora colmatada.

Os espectrofotómetros são utilizados principalmente para medição da cor em superfícies brilhantes e reflectoras. A amostra é iluminada de forma difusa a partir de todos os ângulos, utilizando lâmpadas especiais. A medição não é efectuada na vertical como, por exemplo, com um i1 Pro2, mas num ângulo de 8 graus. Nas nossas medições, utilizámos dois modos de medição em paralelo: SPIN ou SCI e SPEX ou SCE. Estas duas abreviaturas significam "Specular included" (especular incluído) e "Specular excluded" (especular excluído). No modo de medição SPIN, a chamada "glosszfalle" do CM 26d está fechada; com SPEX, a armadilha de brilho está aberta para que o componente de brilho possa escapar da esfera e, por conseguinte, não é medido.

Isto significa que toda a luz reflectida - ou seja, cor e brilho - ou apenas a cor sem brilho está sempre disponível para os utilizadores dos dados espectrais para o atlas de cores HLC. No caso do semi-mate, num GMG Proof Media premium semiMatte 250 produzido em Atlas HLC de cor livre, a componente de brilho é naturalmente mais forte do que no Atlas mate produzido num GMG ProofPaper Matte 140.

Os dados espectrais serão publicados como um download no freieFarbe.de num futuro próximo.

Aqui estão algumas fotos da calibração das páginas do atlas freieFarbe CIELAB HLC.

Mais artigos sobre o tema:

Deixe um Comentário

GDPR Cookie Consento com Bandeira de Cookie Real